Perda auditiva mitocondrial não sindrômica

A surdez mitocondrial não-sindrómica é caracterizada por perda auditiva moderada a profunda e pela presença de uma variante patogênica em genes de DNA mitocondrial. Certas variantes patogênicas nesses genes podem estar associadas à predisposição à ototoxicidade causada por aminoglicosídeos e/ou perda auditiva neurossensorial tardia. A perda auditiva associada à ototoxicidade por aminoglicosídeo é bilateral e de grave a profunda, ocorre de alguns dias a semanas após a administração de qualquer quantidade (mesmo uma dose única) de um antibiótico aminoglicosídeo, como gentamicina, tobramicina, amicacina, amicacina, canamicina ou estreptomicina.

O MT-RNR1 (codificação do ribossomo 12S do RNA mitocondrial) e MT-TS1 (codificação da transferência mitocondrial serina 1 do RNA) são os dois genes atualmente conhecidos que podem determinar variantes patogênicas na perda auditiva e surdez mitocondrial não sindrômica.

Genes analisados

12S RNA (MTRNR1)

Ainda não fez um teste de DNA?

Faça seu teste genético e descubra tudo sobre si.

starter

Ancestralidade, Traços e Bem-estar

advanced

Saúde, Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Oferta especial Natal

Até 26 de dezembro

-15% em nossos testes de DNA

Utilize o nosso código XMAS15