Síndrome de Pendred

É considerada a forma mais comum de surdez sindrómica que ocorre em conjunto com uma glândula tiróide alargada ou bócio, com ou sem hipotiroidismo. O gene normalmente afectado é SLC26A4 que produz uma proteína transportadora de iões no ouvido interno e na tiróide.

Síndrome de Pendred é uma patologia caracterizada por perda auditiva neurossensorial bilateral e bócio da tiróide com ou sem hipotiroidismo.

A maioria dos doentes com síndrome de Pendred tem mutações homozigotas ou heterozigotas compostas no gene SLC26A4 que codifica a pendrina, uma proteína expressa no ouvido interno, células epiteliais da tiróide, dos rins e dos brônquios. A pendrina actua facilitando o transporte de iodo, cloreto e bicarbonato para as células.

Síndrome de Pendred representa até 10% de todos os casos de perda auditiva congénita e a sua prevalência é estimada em 1-9 casos por 100.000 habitantes. A síndrome de Pendred é, portanto, a causa mais comum de surdez sindrómica.

Sintomas

A deficiência auditiva sensorial, geralmente bilateral, está presente em todos os doentes com síndrome de Pendred e aparece geralmente antes da criança desenvolver a fala e a linguagem. Em casos raros, desenvolve-se progressivamente na infância. A deficiência manifesta-se por uma falta de reacção aos sons ou por um atraso no desenvolvimento da linguagem. Ocorrem malformações do ouvido interno, como um aqueduto vestibular aumentado e hipoplasia coclear.

Aumento da timidez está presente em mais de metade dos casos e progride normalmente entre a infância e a adolescência até ao bócio multinodular. Contudo, o desenvolvimento do bócio é altamente variável, mesmo nos membros afectados da mesma família, e depende, em parte, da ingestão nutricional de iodo.

Gerenciamento de doença

A gestão da síndrome de Pendred centra-se no alívio dos sintomas. Os doentes de Pendred precisam de ser acompanhados por uma equipa multidisciplinar para avaliar problemas auditivos (por vezes são necessários implantes cocleares, que são dispositivos que estimulam o nervo auditivo), monitorizar a função da tiróide (em alguns casos é necessário tratamento farmacológico ou cirurgia) e oferecer aconselhamento genético.

Genes analisados

SLC26A4

Bibliografia

Garabet Diramerian L, Ejaz S. Pendred Syndrome. 2022 Jun 27. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2022 Jan-.

.

Tawalbeh M, Aburizeg D, Abu Alragheb BO, et al. SLC26A4 Phenotypic Variability Influences Intra- and Inter-Familial Diagnosis and Management. Genes (Basel). 2022 Nov 23;13(12):2192.

Tian Y, Xu H, Liu D et al. Increased diagnosis of enlarged vestibular aqueduct by multiplex PCR enrichment and next-generation sequencing of the SLC26A4 gene. Mol Genet Genomic Med. 2021 Aug;9(8):e1734.

Mol Genet Genomic Med. 2021 Aug;9(8):e1734.

Wémeau JL, Kopp P. Pendred syndrome. Best Pract Res Clin Endocrinol Metab. 2017 Mar;31(2):213-224.

Wémeau JL, Kopp P.

Mês do Pai Só até 20 de junho em nossos testes de DNA. Utilize o nosso código DAD15
Comprar