Angina de peito

A angina é uma dor ou desconforto no peito causado por isquemia ou falta de suprimento sanguíneo adequado ao músculo cardíaco. É um sintoma da doença arterial coronariana. É uma aflição bastante comum, mas se não for tratada, pode levar ao infarto do miocárdio.

A causa mais comum é a redução do fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco, portanto, este não recebe oxigênio suficiente (isquemia). Isso geralmente acontece devido à presença de placas de ateroma ou aterosclerose dentro das artérias, tornando-as mais estreitas.

Os seguintes fatores de risco relacionados à angina foram identificados:

  • Idade, pois é mais comum após os 60 anos.
  • História familiar e pessoal de doença coronariana.
  • Tabagismo, que pode enfraquecer as paredes das artérias.
  • Diabetes, uma doença que pode acelerar a aterosclerose se não for controlada adequadamente.
  • Hipertensão, que pode danificar as artérias ao longo do tempo.
  • Níveis elevados de colesterol ou triglicerídeos.
  • Estilo de vida sedentário.
  • Obesidade e excesso de peso.
  • Certas condições médicas, como doença renal crônica, doença arterial periférica ou síndrome metabólica.
  • Estresse.

Sintomas

Os sintomas da angina de peito podem variar dependendo do tipo. Entre eles, estão a angina estável, que é o tipo mais comum onde os sintomas aparecem durante a atividade física; a angina instável, que ocorre em repouso e é uma emergência médica; a angina variante causada por espasmos das artérias coronárias; e a angina refratária com episódios sintomáticos recorrentes.

O principal sintoma da angina de peito é dor ou desconforto na região do peito, mas também pode causar os seguintes sintomas:

  • Sensação de queimação
  • Pressão ou dor opressiva nos braços, pescoço, mandíbula, ombro e/ou costas
  • Tontura e fadiga
  • Náuseas e dor abdominal
  • Falta de ar
  • Suor

Prevenção

A principal causa da angina é a presença de placas de ateroma nas paredes dos vasos sanguíneos, portanto, a melhor forma de preveni-la é reduzir os fatores que favorecem seu aparecimento. Entre eles:

  • Evitar o tabaco
  • Manter uma dieta saudável
  • Praticar exercícios físicos regularmente
  • Perder peso, se necessário
  • Controlar adequadamente outras condições, como diabetes, hipertensão ou hiperlipidemias
  • Reduzir o estresse

Número de variantes observadas

13,5 milhões de variantes

Número de loci de risco

44 loci

Genes analisados

ABHD2 APOE AS3MT BRINP1 CDH13 CDKN2B CFDP1 CHRNB4 COL4A1 CTAGE1 DDI1 EDNRA EGFL8 ERP29 FES FGF5 FIGN GUCY1B1 HIC1 KCNE2 KCNK7 LDLR LOXL1 LPA LPL MIA3 NGF NR2C1 OAZ3 PHACTR1 PHOSPHO1 PIK3CG PLPP3 PSRC1 SIRT3 TCF21 TDRD10 TMEM91 TTC32 TWIST1 TXNL4B UNC5C WDR12 ZNF32

Bibliografia

Ainda não fez um teste de DNA?

Faça seu teste genético e descubra tudo sobre si.

starter
Test ADN Starter

Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
starter
Test ADN Advanced

Saúde, Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
Summer Sale Apenas até 25 de julho em nossos testes de DNA. Utilize o nosso código SUMMER15
Comprar