Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

É uma das doenças respiratórias mais comuns, causada por inflamação pulmonar crônica que obstrui o fluxo de ar. Além disso, está associada a um risco aumentado de desenvolver outras doenças (infecções respiratórias, câncer de pulmão, etc.). Tem uma prevalência global de 13% e, embora seja progressiva, o manejo adequado mantém a qualidade de vida e reduz os riscos de outras patologias.

O enfisema e a bronquite crônica são as duas condições mais comuns que contribuem para a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). O enfisema consiste na destruição dos bronquíolos, a estrutura respiratória que permite a troca de oxigênio e dióxido de carbono, como resultado da exposição prejudicial à fumaça do tabaco e outros gases e partículas irritantes. A bronquite crônica é o resultado da inflamação do revestimento dos brônquios.

A principal causa da DPOC nos países desenvolvidos é o tabagismo, embora outros irritantes possam causar doença pulmonar obstrutiva crônica, incluindo o próprio fumo do cigarro, a poluição ambiental e a exposição ocupacional a poeira, fumaça ou gases tóxicos. Nos países em desenvolvimento, está principalmente associada à exposição a gases provenientes da queima de combustíveis para cozinhar e aquecer em casas mal ventiladas.

Sintomas

A DPOC geralmente aparece entre os 40-50 anos, mas tem uma evolução lenta e um agravamento progressivo. Os sintomas geralmente não aparecem até que ocorra um dano pulmonar significativo e tendem a piorar com o tempo, especialmente se a exposição ao tabaco continuar. Com o tempo, pode limitar a capacidade da pessoa de realizar atividades diárias e, em casos graves, pode impedi-la de realizar até mesmo as tarefas mais básicas. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Falta de ar, especialmente durante a atividade física.
  • Chiado no peito.
  • Sensação de aperto no peito.
  • Tosse crônica que pode produzir muco.
  • Infecções respiratórias frequentes.
  • Falta de energia.
  • Perda de peso involuntária.

Prevenção

A melhor forma de prevenção é reduzir os fatores de risco. Estes são os mesmos que podem desencadear, piorar a doença quando já está estabelecida ou exacerbar os seus sintomas.

  • Parar de fumar é a medida mais importante que se pode tomar. Também é importante evitar o fumo passivo.
  • Fazer exercício físico regularmente, na medida do possível.
  • Manter uma dieta equilibrada e um peso adequado. Evitar refeições pesadas, especialmente o jantar, bebidas alcoólicas e limitar as bebidas gaseificadas.
  • Evitar ambientes muito frios.
  • Reduzir a poluição do ar dentro de casa, eliminando a fumaça da chaminé e outros irritantes.
  • Vacinar-se contra a gripe e o pneumococo para reduzir o risco ou prevenir essas infecções respiratórias frequentes.

Número de variantes observadas

13,5 milhões de variantes

Número de loci de risco

80 loci

Genes analisados

ADAM19 ADAMTSL3 ADGRG6 AGER ARMC2 ARNTL ASAP2 BCAR1 BTC C1orf87 CCDC69 CCDC91 CDC123 CHRM3 CHRNA5 CITED2 COL15A1 DENND2D DMWD EEFSEC EFCAB5 EML4 EMP2 EPOP FAM13A FAM227B FGF18 GLIS3 GNA12 HHIP HSPA4 HTR4 ID4 IER3 ITGA1 ITGB8 KCNE2 LRMDA LRTM1 ME3 MECOM MED13L MED24 MFAP2 MFHAS1 MICAL3 MTCL1 MYCN NPNT NR4A2 PABPC4 PRL RASSF10 RBMS3 RFX6 RIN3 RREB1 SERP2 SFTPD SLC30A10 SLMAP SMIM2 SNRPF SOX9 SPATA31D1 SPATA9 SPHKAP SPPL2C STN1 SYN3 TESK2 TGFB2 THSD4 TNPO1 TNS1 TOP2B TRIM32 TWIST2 USB1 VGLL4 ZBTB38 ZSCAN21

Bibliografia

Ainda não fez um teste de DNA?

Faça seu teste genético e descubra tudo sobre si.

starter
Test ADN Starter

Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
starter
Test ADN Advanced

Saúde, Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
Summer Sale Apenas até 25 de julho em nossos testes de DNA. Utilize o nosso código SUMMER15
Comprar