Gene MTHFR

Os códigos do gene MTHFR para uma enzima chave no metabolismo do folato. Um grande número de estudos tem associado a presença de variantes comuns nas populações C677T e A1298C com uma diminuição da capacidade metabólica do folato que pode estar relacionada com várias condições clínicas.

Os códigos do gene MTHFR para a enzima metileno tetrahidrofolato redutase que desempenha um papel fundamental no metabolismo do folato e da homocisteína ao catalisar a conversão do folato ingerido na dieta (vitamina B9) na principal forma de circulação do folato que é utilizada na via de conversão da homocisteína em metionina. A metionina é um aminoácido essencial, não só para a constituição das proteínas do organismo, mas também para a metilação do ADN e a regulação da expressão genética. Neste sentido, alterações na sequência do gene MTHFR podem levar à deficiência desta enzima, e com ela, a alterações no ciclo de conversão do folato e na geração de metionina a partir da homocisteína, o que pode levar a baixos níveis de folato no sangue e altos níveis de homocisteína no sangue e na urina (homocistinúria).

As variantes do gene MTHFR C677T e A1298C são dois dos polimorfismos mais comuns na população em geral. Aproximadamente 60-70% dos indivíduos terão pelo menos uma destas variantes, 8,5% serão homozigotos (duas cópias) para uma delas, e 2,25% serão portadores heterozigotos compostos (uma cópia de cada variante). Ambas as variantes foram ligadas à redução da actividade da enzima MTHFR, e à eficiência reduzida no processamento de ácido fólico. A alteração C677T diminui a afinidade do MTHFR e do seu cofactor, o que promove a termolabilidade e diminui a actividade enzimática, enquanto que o A12958C diminui directamente a actividade enzimática. Como resultado, estas variantes têm sido associadas a uma variedade de condições, incluindo cancros, doença arterial coronária, níveis alterados de lípidos plasmáticos e defeitos de fecho do tubo neural, bem como trombofilias, problemas de fertilidade e complicações durante a gravidez.

Contudo, apesar do papel vital do folato e do MTHFR no seu metabolismo, as descobertas científicas continuam a ser inconsistentes e sem provas estatisticamente significativas de que estes polimorfismos têm um impacto na prática clínica de rotina. Neste contexto, o American College of Medical Genetics and Genomics não recomenda testes de rotina para os dois polimorfismos comuns, nem a American Academy of Nutrition and Dietetics recomenda intervenções dietéticas. Isto porque ambas as variantes têm frequências elevadas na população em geral, e não existem intervenções clinicamente significativas que possam ser oferecidas aos portadores, pelo que a sua identificação não é actualmente útil.

Genes analisados

MTHFR

Bibliografia

MTHFR genetic testing: Controversy and clinical implications. Australian Journal for General Practitioners 2016; 45(4):237-240.

Wan L et al. Methylenetetrahydrofolate reductase and psychiatric diseases. Transl Psychiatry 2018; 8, 242.

Leclerc D et al. Molecular Biology of Methylenetetrahydrofolate Reductase (MTHFR) and Overview of Mutations/Polymorphisms. Madame Curie Bioscience Database [May 2022].

Liu F et al. 5,10-methylenetetrahydrofolate reductase C677T gene polymorphism and peripheral arterial disease: A meta-analysis. Vascular. 2020:1708538120982698.

Osadnik T et al. Genetic and environmental factors associated with homocysteine concentrations in a population of healthy young adults. Analysis of the MAGNETIC study. Nutr Metab Cardiovasc Dis. 2020;30(6):939-947.

Ainda não fez um teste de DNA?

Faça seu teste genético e descubra tudo sobre si.

starter

Ancestralidade, Traços e Bem-estar

advanced

Saúde, Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Promoção CYBER MONDAY

Até 28 de novembro

Até -25% em nossos testes de DNA

Código CYBER25