Acenocoumarol, Fenprocoumon (Reacções adversas)

Certas variantes do gene VKORC1 são relevantes para a dosagem de alguns medicamentos e podem também contribuir para a predisposição para manifestar algumas reacções adversas. É o caso, por exemplo, do c.-1639C>T que influencia o risco de sangramento com acenocumarol e tratamento com fenprocumon.

Tanto o acenocumarol como o fenprocumão são dois anticoagulantes orais antagonistas da vitamina K e derivados da cumarina. O acenocumarol (Sintrom®) é um dos anticoagulantes orais mais utilizados, actuando a nível hepático ao prevenir a formação de factores de coagulação activa, actuando como um antagonista da vitamina K.

Em comparação com a Warfarin, o seu efeito é ligeiramente menos duradouro, o que pode ser uma vantagem em caso de hemorragia devido a overdose.

CONTRA-INDICAÇÕES

Hipersensibilidade aos derivados cumarínicos.

Contra-indicado na gravidez, falta de cooperação da paciente, diatese hemorrágica ou discrasia hemorrágica do sangue, operações recentes ou planeadas no sistema nervoso central, operações oftalmológicas e operações traumáticas que expõem grandes áreas de tecido.

Contra-indicações em úlcera péptica ou hemorragia do tracto gastrointestinal, urogenital ou respiratório, hemorragias cerebrovasculares, pericardite aguda, derrames pericárdicos, hipertensão arterial grave, insuficiência hepática ou renal grave. Drogas contraindicadas em doentes com coagulopatias hereditárias, coagulopatias adquiridas e trombocitopénias com contagem de plaquetas inferior a 50x109/L e em situações com aumento da actividade fibrinolítica.

PRECAUÇÕES

Devem ser tomadas precauções ao considerar a prescrição destes medicamentos a doentes com insuficiência renal hepática e/ou ligeira a moderada, ou a doentes com insuficiência cardíaca grave.

Precauções nos idosos e nas crianças (os parâmetros de coagulação devem ser monitorizados com maior frequência nestes casos).

O profissional médico deve ser cauteloso ao prescrever acenocoumarol ou fenprocoumon a doentes com deficiência conhecida ou suspeita de deficiência de proteína C ou S, tireotoxicose.

Ter extremo cuidado em doentes com tumores, doenças renais, infecções, inflamações, distúrbios de absorção.

As injecções intramusculares devem ser evitadas durante o tratamento (risco de hematomas). Cuidado nas intervenções cirúrgicas e de diagnóstico.

Em doentes de alto risco, interromper gradualmente o tratamento.

EFEITOS LATERIAIS

Hemorragias em qualquer órgão. Calciflaxis.

INTERACÇÕES MEDICAMENTOSAS

O efeito dos derivados da cumarina é potenciado por: alopurinol, esteróides anabólicos, andrógenos, amiodarona, quinidina, eritromicina, tetraciclinas, clindamicina, neomicina, cloranfenicol, amoxicilina, cefalosporinas (2ª e 3ª geração), fluoroquinolonas, ácido clofibrico e análogos, dissulfiram, dissulfiram, fluoroquinolonas, ácido clofibrico e análogos. ácido clofibrico e análogos, dissulfiram, ácido etílico, ácido cimético e análogos, dissulfiram, ácido etílico, ácido cimético e análogos. ácido etacrínico, cimetidina, glucagon, paracetamol, paracetamol, cimetidina, glucagogo, cimetidina.(incluindo aplicadas localmente), sulfonamidas (incluindo co-trimoxazol), tolbutamida, tolbutamida, clorpropamida, hormonas da tiróide, tamoxifeno, tramadol, noscapina, agentes procinéticos, inibidores da bomba procinética, progestogénicos (incluindo aplicados localmente), fluvastatina, atorvastatina, simvastatina, metronidazol, miconazol (incluindo aplicados localmente), tamoxifeno, tramadol, noscapina, agentes procinéticos, agentes procinéticos, inibidores da bomba procinética, procinética, procinética, inibidores da bomba procinética.tamoxifen, tramadol, noscapina, agentes procinéticos, inibidores da bomba de protões, antiácidos, viloxacina e corticosteróides (metilprednisolona, prednisona).

Não utilizar com substâncias que modificam a hemostasia (perigo de hemorragia gastrointestinal): heparina (excepto em situações onde a anticoagulação rápida é necessária), inibidores de agregação plaquetária (clopidogrel, ticlopidina, ASA e derivados), derivados de fenilbutazona ou pirazol, outros AINEs (agentes anti-coagulantes).nics, outros AINEs (anti-inflamatórios não-esteróides), inibidores de ciclo-oxigenase-2, doses elevadas de metilprednisolona IV, uroquinase, estreptoquinase, alteplase, inibidores de trombina, vitamina E.

O efeito antitrombótico pode ser diminuído por aminoglutetimida, barbitúricos, carbamazepina, colestiramina, griseofulvina, contraceptivos orais, rifampicina, diuréticos tiazídicos, azatioprina, 6-mercaptopurina, ritonavir, nelfinavir, H. perforatum.

Acenocoumarol/fenprocoumon pode aumentar a concentração sérica de hidantoína.

Aumentar o efeito hipoglicémico dos derivados de sulfonilureia.

Evite tomar estes medicamentos com álcool, sumo de groselha, alimentos ricos em vitamina K (espinafres, couve-flor, couve).

NOME DO COMÉRCIO

Sintrom® (Acenocoumarol)

Genes analisados

VKORC1

Ainda não fez um teste de DNA?

Faça seu teste genético e descubra tudo sobre si.

starter
Test ADN Starter

Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
starter
Test ADN Advanced

Saúde, Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
O teste de DNA que você estava procurando
Comprar