Pravastatina (Eficácia)

Pravastatina é um medicamento da família das estatinas, utilizado para o controlo da hipercolesterolemia e na prevenção das doenças cardiovasculares. Vários estudos demonstraram uma relação entre o genótipo do gene LDLR e a resposta à pravastatina, dependendo da variante genética presente no indivíduo.

A Pravastatina é um inibidor competitivo da HMG-CoA reductase, uma enzima que catalisa o passo inicial limitante da biossíntese do colesterol.

Este medicamento tem um efeito de redução de lipídios, reduzindo a síntese de colesterol intracelular e inibindo a síntese hepática de VLDL (lipoproteína de densidade muito baixa).

Demonstrou a capacidade de diminuir novos eventos de infarto agudo do miocárdio e mortalidade geral em pacientes com colesterol elevado e colesterol LDL-C que sofreram infarto.

CONTRAINDICAÇÕES

Hipersensibilidade à pravastatina.

Doença hepática ativa (incluindo elevações persistentes e inexplicáveis de transaminases séricas quando seu limite está 3 vezes acima do limite superior do normal).

Gravidez e lactação. Miopatia atualmente ativa.

PRECAUÇÕES:

Comprometimento renal moderado ou grave, insuficiência hepática.

História de doenças hepáticas ou consumo de grandes quantidades de álcool. Monitorar a função hepática durante o tratamento e interromper se as transaminases séricas excederem 3 vezes o limite superior do normal.

Risco de doenças musculares (mialgia, miopatia e raramente rabdomiólise), monitorar a sensibilidade, fraqueza muscular ou cãibras musculares.

Antes do início do tratamento, deve-se ter cuidado em pacientes com fatores predisponentes à rabdomiólise (insuficiência renal, hipotireoidismo, história prévia de toxicidade muscular por estatina ou fibra, história pessoal ou familiar de doença muscular hereditária ou abuso de álcool e pacientes acima de 70 anos de idade). É obrigatório determinar valores de CK (creatina quinase) (não iniciar se a CK for 5 vezes o limite superior normal).

Risco de desenvolver miopatia necrosante imunomediada.

A eficácia na hipercolesterolemia familiar homozigótica não foi avaliada. Controle clínico de pacientes em risco de desenvolver diabetes.

Casos excepcionais de doença pulmonar intersticial foram relatados em tratamento de longo prazo.

Se for necessário prescrever pravastatina em crianças pré-púberes, é necessário avaliar a relação benefício/risco.

EFEITOS LATERAIS

Dores musculares esqueléticas (artralgia, cãibras musculares, mialgia, fraqueza muscular e elevações dos níveis de CK). Elevações das transaminases séricas.

INTERAÇÕES FARMACOLÓGICAS

A Pravastatina aumenta o risco de miopatia com: gemfibrozil, fenofibrato e ácido nicotínico.

Diminuição da biodisponibilidade por colestiramina / colestipol.

Exposição sistémica aumentada pela ciclosporina.

AUC (área abaixo da curva) é aumentada pela eritromicina e claritromicina; portanto, recomenda-se precaução.

NOMES DE MARCAS

  • Bristacol ®
  • Lipemol ®
  • Liplat ®
  • Minuscol ®
  • Prareduct ®
  • Pravastatina ®
  • Pritadol ®

Genes analisados

LDLR

Bibliografia

Ainda não fez um teste de DNA?

Faça seu teste genético e descubra tudo sobre si.

starter
Test ADN Starter

Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
starter
Test ADN Advanced

Saúde, Ancestralidade, Traços e Bem-estar

Comprar
O teste de DNA que você estava procurando
Comprar